Cresce casos de atropelamento de animais em Fraiburgo

Pior que atropelar uma pessoa ou animal é não parar para prestar socorro. E este tipo de ocorrência, em especial envolvendo animais tem crescido nos últimos dias. Margarida Schikorski presidente da ONG Focinhos do Amor pede encarecidamente que ao presenciar algum fato semelhante, onde o causador do acidente deixe local, o correto é pelo menos anotar a placa e o modelo do veículo envolvido.

MAIS NOTÍCIAS
COMENTÁRIOS
Carregando...
×