Olimpíadas de Tóquio está ameaçada pelo coronavírus

Até o momento, a organização de Tóquio-2020 não definiu se as Olimpíadas serão ou não canceladas.

O contrato do país-sede com o COI afirma que o Comitê Olímpico Internacional pode optar por esse caminho se “a segurança dos participantes nos Jogos estiver em séria ameaça ou comprometida por qualquer razão”; são citadas outras condições, como guerras, desordens civis e boicotes. Além disso, o termo também celebra que o cancelamento do contrato para os Jogos pode acontecer caso as Olimpíadas não aconteçam em 2020.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) emitiu uma nota oficial nesta terça-feira (17 de março) em que reforça o compromisso de realizar os Jogos na data prevista, entre 24 de julho e 9 de agosto. O COI reconhece que o cenário é sem precedentes, mas não acredita ser momento para decisões drásticas, como um adiamento ou cancelamento.

No entanto, o COI está ciente das adversidades que impõe o coronavírus, o presidente da entidade, Thomas Bach diz que o Comitê levará em conta os conselhos da Organização Mundial da Saúde (OMS) para tomar uma decisão justa neste sentido.

Todas as medidas estão sendo tomadas para salvaguardar a segurança e os interesses dos atletas, treinadores e equipes de apoio – finalizou Bach.

Fonte Globoesporte.com
MAIS NOTÍCIAS
COMENTÁRIOS
Carregando...
×