--:--
--:--
  • cover
    Rádio Fraiburgo 95.1

BAIXAR APP's

Novembro deve ter chuva acima da média e frio em SC

Após um outubro marcado por temporais em Santa Catarina, a previsão é de que as chuvas se mantenham acima da média em novembro. Historicamente, o mês tem menos chuvas que outubro. Neste ano, porém, o último trimestre terá o pico do fenômeno El Niño no Estado, que pode influenciar no aumento do volume de chuvas.

A média mensal de chuvas deve variar entre 130 a 180 mm em novembro. No entanto, a meteorologista da Epagri, Marilene de Lima, frisa que em outubro a previsão era de chuvas de até 250mm no Oeste catarinense, mas acabou passando de 400mm, por conta do El Niño. “A tendência é não chover tanto, mas mesmo assim vai ter chuvas com totais mais elevados”, diz a profissional.

As temperaturas em novembro subirão pouco devido aos dias mais nublados e à chuva frequente. Podem ainda ocorrer episódios de frio, com temperatura próxima de 0°C e formação de geada nas áreas altas do Planalto Sul.

O último trimestre do ano também diminuirá as condições favoráveis aos ciclones extratropicais no litoral Sul do Brasil. Os primeiros dias do mês, porém, verão a passagem de um ciclone extratropical e de uma frente fria por Santa Catarina.

El Niño forte
O El Niño provoca um aquecimento do Oceano Pacífico próximo ao Peru e ocorre de tempos em tempos, alternando com épocas de neutralidade e de La Niña, que é o resfriamento das mesmas águas. Ele é apontado como o responsável por trazer chuvas mais frequentes ao Sul, já que o comportamento altera as pressões atmosféricas pela troca de calor. Já a La Niña faz o contrário, ou seja, provoca diminuição nas precipitações.

A depender da intensidade do aquecimento, o El Niño varia de “categoria”. Neste ano, ele apresenta sinais de ser um fenômeno “forte”. Em outubro, as águas passaram de 3ºC mais quentes do que o normal. “As chuvas no Sul do Brasil ocorrem principalmente na primavera e no verão. Porém, a atuação do El Niño deve ir até julho, e até lá todos os meses estarão com chuvas acima da media”, diz a meteorologista Marilene de Lima.

Por Mariana Barcellos/NSC Total

Últimas Notícias