--:--
--:--
  • cover
    Rádio Fraiburgo 95.1

BAIXAR APP's

Irani terá novo projeto na Plataforma Gaia com investimento superior a R$ 80 milhões

Recursos vão permitir a ampliação e a modernização da máquina de papel V na unidade de Campina da Alegria (SC) – Uma das principais indústrias de papel e embalagens sustentáveis, a Irani aprovou mais um projeto para o portfólio da Plataforma Gaia, em execução desde 2020 e com conclusão prevista para 2026. Com o anúncio do novo investimento ao conjunto de aportes destinados à ampliação e modernização do parque fabril nas unidades de Santa Catarina, São Paulo e Minas Gerais, a companhia passa a somar 11 projetos que visam ganhos de eficiência operacional.

 

Um dos principais investimentos no Gaia I, por exemplo, é a caldeira de recuperação química que já entrou em operação em SC e tem como horizonte ampliar em 29% a capacidade produtiva de celulose, além de aumentar em 56% a geração própria de energia elétrica.

 

Até o projeto Gaia XI ser definido, a Irani gerenciava 10 projetos simultâneos. Com o sucesso das iniciativas até agora implantadas e com recursos disponíveis, a empresa incluiu na plataforma a atualização tecnológica da máquina de papel V, na unidade de Campina da Alegria, município catarinense de Vargem Bonita, no Meio-Oeste. O equipamento é utilizado para a produção de papel reciclado e reduzirá em cerca de 30% a necessidade de compras externas.

 

“O investimento estimado é de R$ 89,7 milhões para a modernização da máquina de papel V com 34 novos cilindros secadores, atualização da plataforma de automação e segurança da rebobinadeira”, destaca o diretor de Negócios Papel e Florestal, Henrique Zugman. “A atualização do equipamento deve aumentar em 7% a produção de papel da máquina, com garantia de segurança operacional”, acrescenta Zugman.

 

A máquina V produz papel reciclado destinado principalmente para as embalagens fabricadas em Campina da Alegria (SC) e em Indaiatuba (SP), sendo o material convertido em chapas e caixas de papelão. O objetivo do projeto, de acordo com o executivo, é ter um ganho de produtividade de 700 toneladas na produção mensal.

 

Desde 2020, a Irani mantém a estratégia de investimentos na modernização e na automação de seus processos produtivos que, em conjunto, formam a Plataforma Gaia. Os investimentos até o momento somaram R$ 954 milhões e constituem um robusto plano de expansão da empresa.

 

“Todo o portfólio de projetos de expansão é pautado pelo profundo compromisso com o desenvolvimento sustentável, com o aumento da produtividade e autossuficiência energética. A plataforma Gaia representa um marco na história da Irani”, destaca Henrique Zugman.

 

Saiba mais sobre a Plataforma Gaia:

 

Gaia I – Expansão da Recuperação de Químicos e Utilidades.

 

Gaia II – Expansão Embalagem Santa Catarina.

 

Gaia III – Reforma da máquina de papel II.

 

Gaias IV e V – Repotenciação das PCHs Cristo Rei e São Luiz, em Santa Catarina.

 

Gaia VI – Sistema de gerenciamento de informações de processo.

 

Gaia VII – Ampliação da Estação de Tratamento de Efluentes, em Santa Catarina.

 

Gaia VIII – Nova impressora de corte e vinco.

 

Gaia IX – Automação do estoque intermediário.

 

Gaia X – Nova impressora FFG Dual Slotter

 

Gaia XI – Atualização tecnológica da máquina de papel V em Santa Catarina.

 

https://irani.com.br/gaia/

 

Sobre a Irani

 

Fundada em 1941, a Irani Papel e Embalagem é hoje uma das líderes do setor de embalagens sustentáveis no Brasil. Controlada desde 1994 pelo Grupo Habitasul, tradicional grupo empresarial da região Sul do país, produz papéis para embalagens, chapas e caixas de papelão ondulado, além de resinas naturais de pinus, breu e terebintina, assegurando o fornecimento de produtos de matéria-prima renovável com alta qualidade. Alinhada às boas práticas da economia circular, tem produção integrada às florestas próprias e utiliza energia autogerada. Conta com unidades produtivas localizadas em Vargem Bonita (SC), Santa Luzia (MG), Indaiatuba (SP) e Balneário Pinhal (RS), além de responder pela gestão de florestas em Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Com escritórios em Porto Alegre (RS) e Joaçaba (SC), tem em seus quadros mais de 2.300 colaboradores.

Últimas Notícias