--:--
--:--
  • cover
    Rádio Fraiburgo 95.1

BAIXAR APP's

Campanha Maio Laranja Mobile
Campanha Maio Laranja Mobile
Campanha Maio Laranja Mobile

Irani apresenta case de relacionamento de Corporações com Startups no Congresso Internacional de Open Innovation no RJ

A Irani, uma das principais indústrias de papel e embalagens sustentáveis do Brasil, participou do 1º Congresso Internacional o Rio Innovation Week, que aconteceu de 3 a 6 de outubro. No encontro, que fez parte das ações comemorativas dos 15 anos da Open Innovation no país, a coordenadora de Inovação da companhia, Sônia de Oliveira, apresentou o case “Economia circular e logística reversa de embalagens sustentáveis” com a startup Trashin, que iniciou a sua jornada de conexão com a Irani na primeira edição do Irani Labs, onde foi uma das startups vencedoras do programa e realizou uma Prova de Conceito (PoC) de uma solução de gestão de aparas de papel, matéria-prima utilizada no processo produtivo de embalagens sustentáveis.

 

Os cases aprovados foram avaliados  por corporações, startups, universidades, Institutos de Ciência e Tecnologia (ICTs) públicas ou privadas, ecossistemas, hubs, consultorias, entidades públicas, parques tecnológicos, aceleradoras, incubadoras, dentre outros.

 

O Irani Labs, programa de inovação aberta criado em 2020,  tem o objetivo de gerar conexões com startups e ecossistemas inovadores para desenvolver soluções sustentáveis em produtos, serviços e processos.

 

A Irani testou a solução da Trashin, em uma PoC de três meses, para desenvolvimento de novas fontes de coleta e rastreamento de aparas, com resultados positivos. Entre eles, a identificação dos custos logísticos e operacionais para coleta e triagem de resíduos pós-consumo por fonte geradora; dos custos de aquisição do material junto a consolidadores iniciais da cadeia da reciclagem; desenvolvimento de novos fornecedores de matéria-prima e rastreabilidade do material desde a origem até a indústria.

 

Além dos resultados socioambientais, 112 pessoas foram impactadas nas cooperativas e 20.183 quilos destinados corretamente, com 100% de aproveitamento do material, desenvolvendo novas fontes geradoras de aparas, ou seja, ampliando a rede de fornecedores da Irani. A Trashin foi a primeira startup investida pela Irani Ventures, veículo de Corporate Venture Capital (CVC) da Irani, ainda em 2022, com um aporte de R$ 1,5 milhão.

 

O diretor-presidente da Irani, Sérgio Ribas, afirma que o investimento realizado na Trashin representou um avanço na cultura da inovação e do relacionamento da empresa com o ecossistema de inovação aberta, além de contribuir com a economia circular, um dos conceitos empregados na operação da companhia. “As soluções oferecidas pela Trashin têm condições de serem aplicadas amplamente em nosso segmento. São projetos inovadores, que por meio da tecnologia ajudam a transformar a maneira como se faz economia circular no país”, observa.

 

O Open Innovation tem o objetivo de reunir e apresentar resultados e aprendizados sobre a prática de inovação aberta no Brasil e no mundo. Inovação aberta, do inglês open innovation, é um termo criado em 2003 para as indústrias e organizações que promovem ideias, pensamentos, processos e pesquisas abertos, a fim de melhorar o desenvolvimento de seus produtos, prover melhores serviços para seus clientes, aumentar a eficiência e reforçar o valor agregado.

 

Sônia de Oliveira também participou do painel Open Innovation como Estratégia de Crescimento das “Unicórniossauros”, com representantes da Grow+, Timenow, Unipac e Softplan.

 

Sobre a Trashin

 

A Trashin tem como objetivo ativar a economia circular das empresas através da gestão de resíduos 360° e de programas de logística reversa. Desta forma, a Trashin contribui para o avanço da agenda ESG em empresas de destaque como Alpargatas (Havaianas), Red Bull, Parque Ibirapuera, Movida, Natura, entre outros. As soluções sustentáveis apresentadas pela startup diminuem o desperdício e geram impacto positivo através de inteligência, expertise de mercado e tecnologia, atendendo as legislações. Até o momento, a Trashin já gerou mais de R$1,2 milhão para as famílias de profissionais que trabalham em cooperativas de reciclagem.

 

 

Sobre a Irani

 

Fundada em 1941, a Irani Papel e Embalagem é hoje uma das líderes do setor de embalagens sustentáveis no Brasil. Controlada desde 1994 pelo Grupo Habitasul, tradicional grupo empresarial da região Sul do país, produz papéis para embalagens, chapas e caixas de papelão ondulado, além de resinas naturais de pinus, breu e terebintina, assegurando o fornecimento de produtos de matéria-prima renovável com alta qualidade. Alinhada às boas práticas da economia circular, tem produção integrada às florestas próprias e utiliza energia autogerada. Conta com unidades produtivas localizadas em Vargem Bonita (SC), Santa Luzia (MG), Indaiatuba (SP) e Balneário Pinhal (RS), além de responder pela gestão de florestas em Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Com escritórios em Porto Alegre (RS) e Joaçaba (SC), tem em seus quadros mais de 2.300 colaboradores.

 

Foto – Coordenadora de Inovação da Irani Papel e Embalagens Sustentáveis, Sônia de Oliveira

Crédito – Divulgação

Últimas Notícias