--:--
--:--
  • cover
    Rádio Fraiburgo 95.1

BAIXAR APP's

Nenhum banner encontrado

Cidasc realiza fiscalização móvel em Rio das Antas e Lebon Régis para garantir a sanidade agropecuária

A Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), realizou fiscalizações móveis de trânsito nos municípios de Rio das Antas e Lebon Régis, nos dias (06) e (07) de fevereiro, respectivamente. A operação, em Rio das Antas, foi executada pelos médicos veterinários da Cidasc: Felipe Volpato e Rafael Zardo, pelo engenheiro-agrônomo, Sergio Omar de Oliveira; pelo técnico agrícola, Alberto Ricardo Stefeni e contou com o apoio da Polícia Militar Rodoviária, com os policiais o Cabo Matheus e a Soldado Kmita.

Já a operação em Lebon Régis teve a participação do médico veterinário da Cidasc Felipe Volpato; do engenheiro-agrônomo Sergio Omar de Oliveira; do médico veterinário e gestor do Departamento Regional de Caçador Luís Felipe Sperry Bratti; o técnico agrícola Alberto Ricardo Stefeni e apoio do Subtenente Leoniro Pahl, comandante do Batalhão de Polícia Militar Rodoviária.

Os profissionais realizaram a fiscalização, orientaram os motoristas e verificaram as condições de transporte dos produtos do agro, minimizando os riscos à saúde pública e à sanidade da produção agropecuária de Santa Catarina. Foram abordados veículos, verificado a documentação como Nota Fiscal, Guias de Trânsito Animal (GTA) e Permissões de Trânsito Vegetal (PTV).

As fiscalizações têm por objetivo coibir o trânsito irregular e, por consequência, a difusão de doenças dos animais e pragas dos vegetais, além de assegurar o correto transporte de produtos de origem animal e vegetal para o consumo humano. “A fiscalização do trânsito, por meio dos postos fixos e equipes volantes, é de fundamental importância para a manutenção dos status sanitários conquistados pelo Estado de Santa Catarina. Nossas principais ações são: a fiscalização de produtos, propriedades, estabelecimentos, culturas, rebanhos e do trânsito, inspeção de animais, vegetais e seus produtos, e auditoria dos processos produtivos, profissionais envolvidos e produtores”, destaca Luís Felipe Sperry Bratti, gestor do Departamento Regional da Cidasc de Caçador.

A atividade realizada pela Cidasc na fiscalização de veículos e cargas, nos postos de fiscalização nas divisas do estado e em barreiras móveis nas estradas vicinais, tem o objetivo de promover medidas de proteção sanitária e prevenir a introdução de doenças dos animais e vegetais que colocam em risco a saúde pública, a sanidade animal, vegetal e os interesses econômicos do estado. São 58 barreiras sanitárias fixas e o sistema funciona o ano inteiro, 24 horas por dia, 7 dias por semana, para garantir um dos maiores patrimônios do estado: a sanidade agropecuária de Santa Catarina.

Com o apoio da Polícia Militar, os profissionais da Cidasc abordam veículos de passeio, caminhões de transporte de animais vivos, baús de carga seca e baús refrigerados para verificar se os produtos transportados por esses veículos estão com os documentos sanitários obrigatórios que comprovam a sua origem e sua inocuidade, sejam de origem animal ou vegetal, e orientam os condutores a executar o trânsito legal dessas cargas.

É necessário que todos os produtos tenham a documentação sanitária adequada, que garanta a sua origem, pois esta é a comprovação de que o produto não é clandestino e tem rastreabilidade. Este é um direito do consumidor, pois o consumo de produtos clandestinos traz risco à saúde humana e a ocorrência de zoonoses.

Quando não há irregularidades a carga é liberada, no caso de irregularidades, o profissional médico veterinário ou engenheiro-agrônomo da companhia emite o auto de infração, apreensão e destruição da carga.

As pessoas que verificarem o trânsito irregular de bovinos e produtos agropecuários, inconformidades na produção de produtos de origem animal, criação e abate clandestino e fraudes, em Santa Catarina, devem sempre comunicar à Cidasc ou denunciar no telefone da Ouvidoria do Estado (0800 644 8500) ou no site: www.ouvidoria.sc.gov.br/.

Imagens: Departamento Regional da Cidasc de Caçador

Últimas Notícias