--:--
--:--
  • cover
    Rádio Fraiburgo 95.1
JUNHO VERMELHO 2024

BAIXAR APP's

Chuvas voltam e bairros de Porto Alegre ficam novamente alagados

SEMANA DO MEIO AMBIENTE 2024
JUNHO VERMELHO 2024

As ruas do Bairro Menino Deus, em Porto Alegre, voltaram a ficar alagadas após as chuvas retornarem ao Rio Grande do Sul nesta quinta-feira (23). Além desse, outros seis bairros da capital gaúcha também registraram novas enchentes. As informações são do g1 e do portal NSC Total.

Cidade Baixa, Centro, Jardim Itu, Praia de Belas, Ipanema e Cavalhada são outros bairros de Porto Alegre que voltaram a registrar alagamentos devido as chuvas que atingem Porto Alegre desde a madrugada desta quinta-feira.

Segundo o Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae), uma das estações de bombeamento está funcionando com a capacidade reduzida no bairro Menino Jesus. No início do mês, o local chegou a ser evacuado devido a alagamentos na região. O nível do Guaíba também aumentou durante a madrugada.

O nível do Guaíba voltou a subir na madrugada desta quinta-feira (23) e está em 3metros 95 centímetros no Cais Mauá. A última medição foi feita às 5h15min. De acordo com informações da Rede Hidrometeorológica Nacional, quatro horas antes, o rio estava em 3 metros e 82 centímetros.

Na terça-feira (21), o lago mediu menos de quatro metros pela primeira vez em 20 dias. O pico foi atingido no dia 5 de maio, quando o nível do Guaíba alcançou 5,35 metros. Ele passou dos quatro metros dois dias antes: no dia 2, estava em 3,67 metros, e na tarde do dia 3 chegou a 4,58 metros.

Uma projeção feita pelo Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH) da UFRGS ao ZGH na segunda-feira (20), estima que o nível do Guaíba permaneça acima da cota da inundação (acima dos três metros) até o início de junho. No melhor cenário, especialistas citam que ficará abaixo do nível em 3 de junho.

Chuvas no Rio Grande do Sul
A governo do Rio Grande do Sul divulgou os nomes das pessoas que morreram em decorrência das chuvas no Estado. Até a manhã desta quinta-feira, foram registrados 163 óbitos confirmados até agora. O Estado registra outras 72 pessoas desaparecidas e 806 feridos.

No total, 2,3 milhões de pessoas foram afetadas pelas chuvas. Desse número, 65.762 pessoas em abrigos pessoas estão em abrigos e 581.643 desalojados desalojados e foram para as casas de familiares ou amigos. Dos 497 municípios gaúchos, 468 relataram problemas relacionados ao temporal.

Últimas Notícias