--:--
--:--
  • cover
    Rádio Fraiburgo 95.1
JUNHO VERMELHO 2024

BAIXAR APP's

Polícia Militar divulga detalhes da ocorrência que acabou com a morte de uma mulher em Herval

SEMANA DO MEIO AMBIENTE 2024
JUNHO VERMELHO 2024

A Polícia Militar divulgou detalhes da ocorrência em que Sheila Alves de Brito, 42 anos, foi morta com um golpe de objeto pontiagudo que atingiu seu peito em Herval d´Oeste. O crime aconteceu na noite deste domingo (26), por volta das 19h, em frente ao local onde são realizados bailões, na Rua Beira Rio. As primeiras informações davam conta que o golpe seria de uma faca, mas a PM revelou que o objeto usado como arma do crime ainda não foi identificado e nem encontrado.

Segundo o relado da PM, a guarnição foi acionada via 190 sobre um esfaqueamento no clube de festas e quando os policiais chegaram no local a vítima já havia sido socorrida pelo SAMU e conduzida até Hospital Universitário Santa Terezinha. A autora do fato também não estava mais no local.

A guarnição esteve no hospital e os socorristas do SAMU tentavam reanimar a vítima. Na delegacia de Joaçaba foi apurado que a autora havia se apresentado para esclarecimentos sobre o crime. Momentos depois, a polícia foi informada que a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu e que a lesão que causou a morte foi provocada por um objeto perfurante no peito.

Na delegacia, a autora do fato, relatou que recebeu uma ligação de que sua mãe estava sendo agredida por outra mulher no clube, ela então dirigiu-se até o local. Chegando lá, não localizou a mãe, mas identificou a mulher que teria cometido a agressão. Houve então uma discussão no local e nas palavras da autora, a vítima teria partido pra cima dela, sendo que para se defender ela então teria usado um objeto perfurante, semelhante a “uma lança, ou faca, algo de ferro, com ponta”, atingindo o peito da vítima. Após isso, ela saiu do local e se dirigiu até a delegacia com familiares, para relatar o fato. Também compareceu na delegacia a mãe da autora, prestando esclarecimentos sobre o fato e, segundo ela, já teria uma desavença antiga com a vítima.

A Polícia não localizou o objeto perfurante usado no crime. A polícia civil acionou IGP também estiveram no local do fato e apuram o crime. A autora foi ouvida pelo delegado de plantão e como não houve flagrante, por ter se apresentado, irá responder pelo crime inicialmente em liberdade.

Por  Eder Luiz

Últimas Notícias