“Mulher foi assassinada por discussão envolvendo o preço da carne,” afirma delegado da DPCAMI Videira

Foram divulgadas novas informações a cerca do assassinato, ocorrido na confraternização de final ano em Videira. Em entrevista ao grupo RBV, o delegado Ismael Gustavo Jacobus Marmitt, responsável pela DPCAMI de Videira, que está conduzindo as investigações sobre o assassinato da moradora de Caçador Rosângela Markoski, 26 anos, falou sobre o crime  ocorrido em uma festa de Réveillon  no bairro De Carli em Videira por volta das 22 horas do dia 31 de dezembro.

O suspeito segue detido na Unidade Prisional de Videira.

“Em tese ele teria matado Rosângela Markoski utilizando uma arma branca, sendo um espeto de churrasco. A motivação do crime ainda não foi totalmente esclarecida. No interrogatório, o suspeito alegou que estaria embriagado no dia dos fatos e pouco se recordaria dos fatos. Mas segundo testemunhas, a discussão teria sido banal, o assunto seria o preço da carne”, comentou o delegado.

A polícia foi acionada e teve que efetuar disparos de balas de elastômero, para conter os envolvidos, pois o autor tentou se evadir, sendo o mesmo rendido por pessoas que estavam na festa.

De acordo com populares, Rosângela estava passando a Virada de Ano na casa de amigos. Rosângela foi velada e sepultada no domingo, 2, na capela mortuária do Cemitério Municipal de Caçador. Ela era casada e deixa filhos pequenos.

A Polícia Civil não divulgou o nome do suspeito de ter cometido o crime.

Fonte: Jornalismo Rádio Caçanjurê
Foto: Jornalismo Rádio Caçanjurê

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on twitter
Share on whatsapp

Últimas Notícias

×