Morador de Frei Rogério que tem 110 anos de idade, pode ser o homem mais velho de de Santa Catarina

O senhor José Da Silva mais conhecido como “Zé Bugre ” nasceu em junho de 1910, no estado do Paraná, mas foi registrado somente quando já tinha 13 anos de idade na cidade de Lebon Régis. Filho de índios morava em meio a mata. Segundo ele, e de acordo com os relatos de sua mãe Maria Gonçalves, na época o acesso a cidade era difícil e ninguém dava a mínima importância para registrar filhos.

Aos 13 anos de idade, sua família saiu do Paraná com destino ao município de Lebom Régis, aqui no meio oeste catarinense. Anos depois, o Zé Bugre se casou, teve 6 filhos e se mudou para Frei Rogério.

 

 

Tempos depois o seu José ficou viúvo, porém se casou novamente, vindo a se separar mais tarde. Com o passar dos dias os seus filhos também se casaram, e cada um tomou rumos diferentes. O seu José, em tom de brincadeira disse que ainda se considera um jovem, com 110 ANOS. Atualmente ele mora sozinho em uma pequena casa feita de madeira próximo ao Parque Sino Da Paz em Frei Rogério, mas ao lado da casa de um dos filhos que mantém cuidado e atenção a ele. Seu José que tem uma saúde invejável, disse em meios a uma bela gargalhada, que pretende chegar, a pelo menos 115 anos.

IMPORTANTE SABER:

José Da Silva foi um dos homens responsáveis pela construção da Usina Elétrica, construída em meados de 1958 na localidade do Salto Correntes ali mesmo no município de Frei Rogério, onde tempos depois originou-se a fábrica de papelão hoje conhecida como Iguaçu Celulose e Papel.

José ajudou na construção da vala que possui grande profundidade que liga o Rio até a fábrica. A barragem foi feita de rochas de pedras, um serviço pesado e demorado, e totalmente braçal, ele disse que acompanhou toda a construção da fábrica de papelão. Parabéns ao Zé Bugre e que ele consiga chegar aos seus almejados 115 anos de idade.

Fonte/ Foto: Grupo de Notícias de Curitibanos

MAIS NOTÍCIAS
COMENTÁRIOS
Carregando...
×