Mais perto de você!

Índice de fumantes cai, registra OMS

É notável que ultimamente as pessoas ao redor do mundo andam parando com o cigarro, não se sabe ao certo se o vício na nicotina está sendo substituído por outras coisas, talvez os cigarros eletrônicos andam tendo um aumento considerável, mas ao que indica, a OMS relata que o número de fumantes começou a diminuir em 2018, graças ao fato de as mulheres abandonarem esse hábito. Em 2020, pela primeira vez desde que existem medições, a Organização Mundial da Saúde (OMS), prevê que o número de homens que fumam também caia.

Relatório Global de Tendências na Prevalência do Tabaco, publicado pela OMS nesta quinta-feira, e graças às pesquisas realizadas pelo organismo em diferentes países e a um modelo estatístico de evolução populacional, projeta que em 2020 haverá 10 milhões de fumantes menos do que em 2018 (entre eles, um milhão de homens); em 2025, esse número cairá outros 27 milhões, atingindo 1,299 bilhão de fumantes em todo o mundo.

 O cigarro mata ao menos oito milhões de pessoas por ano, das quais quase 900.000 são não fumantes expostos ao fumo passivo.

 

O câncer é uma das principais causas de morte no mundo, sendo responsável por cerca de 9,6 milhões de mortes em 2018. Os tipos de câncer mais comuns são: 

  • pulmão (2,09 milhões de casos)
  • mama (2,09 milhões de casos)
  • colorretal (1,8 milhão de casos)
  • próstata (1,28 milhão de casos)
  • câncer de pele não-melanoma (1,04 milhão de casos)
  • estômago (1,03 milhão de casos)

O que causa o câncer?

O câncer surge da transformação de células normais em células tumorais em um processo de vários estágios, que geralmente progridem de uma lesão pré-cancerosa para tumores malignos. Essas mudanças são o resultado da interação entre os fatores genéticos de uma pessoa e três categorias de agentes externos, incluindo:

  • Cancerígenos físicos, tais como radiação ultravioleta e ionizante;
  • Substâncias químicas cancerígenas, como o amianto, componentes do fumo do tabaco, aflatoxina (um contaminante alimentar) e arsênio (um contaminante da água potável); e
  • Cancerígenos biológicos, tais como infecções por certos vírus, bactérias ou parasitos.

A OMS, por meio de sua agência de investigação do câncer, Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (IARC, sigla em inglês), mantém uma classificação dos agentes causadores da doença.

O envelhecimento é outro fator fundamental para o desenvolvimento do câncer. A incidência do câncer aumenta drasticamente com a idade, provavelmente devido a uma acumulação de riscos para cânceres específicos. A acumulação do risco total é combinada com a tendência de que os mecanismos de reparação celular sejam menos eficazes à medida em que a pessoa envelhece.

A comercialização de unidades avulsas, de tabaco aromatizado e a publicidade vistosa são algumas das práticas documentadas por este e por outros estudos. “As empresas se dirigem sistematicamente às crianças nas proximidades das escolas e as incentivam a começar com o tabaco, consideram-nas uma reserva para repor fumantes, violando seus próprios códigos de conduta, guiados exclusivamente pelo lucro e não pela saúde pública”, condena Dieudonné.

A British American Tobacco, a Philip Morris e a Japan Tobacco International, as três maiores empresas de tabaco do mundo, negam as acusações e afirmam que não promovem de forma alguma o consumo de tabaco por menores.

Fonte: Organização Mundial da Saúde

 

MAIS NOTÍCIAS
COMENTÁRIOS
Carregando...
×