Hackers que derrubaram Conecte SUS assumem ataque aos Correios

O grupo de hackers Lapsus$, o mesmo que atacou o site do Ministério da Saúde e derrubou o Conecte SUS, informou nesta quinta-feira, dia 23, que é o responsável por derrubar o site dos Correios. A plataforma e o aplicativo do órgão apresentam instabilidade.

“Anunciamos um ataque cibernético contra o CORREIOS.com.br. Os serviços estão atualmente offline! Mais informações em breve”, diz a mensagem publicada pelo grupo no Telegram.

O grupo Lapsus$ também reivindica a autoria dos ataques cibernéticos ao Ministério da Saúde, Polícia Federal, ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e Ministério da Economia. Veja os atingidos.

A reportagem entrou em contato com o Ministério das Comunicações e a Polícia Federal e aguarda resposta sobre o caso. A assessoria de imprensa dos Correios disse que investiga a origem da instabilidade no site, mas não confirmou o ataque dos hackers. O órgão afirmou que as equipes técnicas estão trabalhando para restabelecer o sistema. De acordo com a assessoria, não houve sequestro de dados nem perda de informações.

“Os Correios informam que, na manhã desta quinta-feira, 23/12, parte dos sistemas corporativos e Portal dos Correios apresentaram instabilidade/indisponibilidade. Já voltamos a operar com quase toda a capacidade. As equipes técnicas estão atuando para normalização integral, no menor tempo possível. Não há qualquer indício de perda de informação ou sequestro de dados. Os Correios reafirmam a segurança e a integridade dos dados e de seus sistemas de informação, essenciais para a prestação de serviços aos nossos clientes”, diz a nota.

Em mensagem deixada pelos hackers, havia um pedido de resgate pelas informações armazenadas – um tipo de ataque denominado ransomware, em que o invasor insere em um sistema um código malicioso que torna os dados desse sistema inacessíveis, geralmente por meio de criptografia.

A principal característica desse tipo de ataque é que os crackers – nome que designa pessoas que têm conhecimentos de informática e os utilizam para fins de ataques – exigem dos donos dos dados um resgate para que tenham as informações de volta.

 

Créditos: Oeste Mais

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on twitter
Share on whatsapp

Últimas Notícias

×