--:--
--:--
  • cover
    Rádio Fraiburgo 95.1
JUNHO VERMELHO 2024

BAIXAR APP's

Governo federal não descarta possibilidade do retorno do horário de verão

SEMANA DO MEIO AMBIENTE 2024
JUNHO VERMELHO 2024

De acordo com o Ministério de Minas e Energia (MME), o governo federal não descartou ainda a volta do horário de verão, suspenso pelo governo Bolsonaro em 2019. A pasta do MME está analisando do ponto de vista técnico a pertinência ou não da adoção da medida.

O horário de verão, desde 1931, começava em outubro e terminada em fevereiro, adiantando os relógios em uma hora. O objetivo, no entanto, era aproveitar o maior período de luz natural durante a época mais quente do ano, entre a primavera e o verão, para reduzir o consumo de energia elétrica no horário de pico.

Em nota enviada ao portal R7, o ministério afirma que “com o relevante crescimento da micro e mini geração distribuída, percebeu-se um retorno do período de máximo consumo (ponta do sistema) para a noite, que poderia ser reduzida com a adoção da política”.

Mas outros efeitos precisam ser considerados na avaliação das vantagens ou desvantagens, segundo a pasta. Como o aumento de consumo em determinados horários do dia e as condições energéticas do Sistema Interligado Nacional, que para o ano de 2023 contam com recursos energéticos mais do que suficientes para a garantia do atendimento.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, quando venceu as eleições chegou a publicar uma enquete nas suas redes sociais sobre o retorno do horário de verão. Na época, a maioria votou a favor.

Antes do término total do horário de verão, em 2019, o ex-presidente Michel Temer já havia reduzido, em duas semanas, o período do horário de verão em 2018.

Últimas Notícias