BAIXAR APP's

Governador anuncia R$ 295 milhões em investimentos da Casan e Celesc para o Meio-Oeste

O governador Jorginho Mello anunciou nesta sexta-feira, 23, investimentos de R$32,3 milhões no saneamento dos municípios do Meio-Oeste atendidos pela Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan). Os valores foram divulgados nesta sexta-feira, 23, durante evento do Programa Santa Catarina Levada a Sério + Perto de Você, em Joaçaba, com prefeitos da Associação dos Municípios da Região do Meio Oeste Catarinense (Ammoc).

“Assim que eu assumi o governo, me reuni com os diretores da Casan para colocar em prática esse grande plano de investimentos em todo o estado. Vamos melhorar a qualidade do serviço de água e esgotamento sanitário em Santa Catarina”, destacou o governador Jorginho Mello.

O plano de investimentos foi detalhado pelo diretor de Operação e Expansão da Casan, Pedro Joel Horstmann. Estão previstos R$ 5,5 milhões para melhorias no abastecimento de água e R$ 26,8 milhões nos serviços de esgoto. Os maiores valores são destinados para os projetos de ampliação dos sistemas de esgotamento de Catanduvas (R$10 milhões) e de Treze Tílias (R$16 milhões).

Em Catanduvas, serão instalados 14 km de rede coletora e cinco estações elevatórias para atender 77% da população. Já em Treze Tílias, serão 5 km de tubulação e 4 estações para chegar ao percentual de cobertura de 70%. Os dois empreendimentos devem ser concluídos em 2024. Erval Velho também tem obras de esgoto na agenda da Companhia, no total de R$800 mil.

:: Investimentos por municípios da Ammoc

  • ÁGUA DOCE: R$800 mil nos serviços de água
  • CATANDUVAS: R$1,2 milhão nos serviços de água e R$10 milhões nos serviços de esgoto
  • ERVAL VELHO: R$990 mil nos serviços de água e R$800 mil nos serviços de esgoto
  • IBICARÉ: R$550 mil nos serviços de água
  • LACERDÓPOLIS: R$400 mil nos serviços de água
  • TREZE TÍLIAS: R$1 milhão nos serviços de água e R$16 milhões nos serviços de esgoto
  • VARGEM BONITA: R$500 mil nos serviços de água

Avanços na cobertura de esgoto no estado

Além de tratar dos investimentos locais, na apresentação foram projetados avanços no esgotamento sanitário em todo o estado. A meta de Jorginho é sair dos atuais 33% de cobertura da Casan para chegar a 50% até 2026. Para atingir o percentual, a Companhia planeja investir mais de R$ 1 bilhão em obras nos sistemas de esgoto de 36 municípios. Serão R$ 331 milhões este ano e mais R$ 746 milhões ao longo de 2024.

Celesc

A Celesc pretende investir R$ 262,7 milhões no sistema elétrico da regional de Joaçaba até 2026. São R$ 93,4 milhões para melhoria e ampliação das redes de baixa e média tensões, e R$ 169,3 milhões para a construção de três novas subestações e seis linhas de distribuição, além da melhoria e ampliação das já existentes.

“Esse está sendo o maior investimento da história da Celesc. Vamos garantir uma energia segura, principalmente no interior, com a rede trifásica. São melhorias operacionais em todo o Estado”, disse o governador Jorginho Mello.

“O Plano de Investimentos da Celesc para os próximos anos contempla ações que darão mais recursividade e robustez ao sistema elétrico em todo o território catarinense e prevê a construção de 20 novas subestações e 41 ampliações e melhorias em subestações já existentes. Isto certamente será refletido em melhores condições para Santa Catarina crescer e em mais qualidade de vida para quem vive e trabalha em nosso Estado”, afirmou o presidente da Celesc, Tarcísio Estefano Rosa.

Em todo o Estado, devem ser investidos R$ 4,5 bilhões no sistema elétrico até 2026, um dos maiores pacotes de investimento da história da Companhia. Além dos empreendimentos por região, o Plano de Investimentos também trata dos aportes nos variados projetos em que a Celesc atua.

Planejamento embasado em estudos técnicos

O planejamento foi elaborado após estudos realizados pela área técnica da Celesc, entre os dados analisados, consideraram a demanda de cada região e o crescimento previsto para os próximos quatro anos. “É importante ressaltar que estes investimentos são uma previsão e que este plano pode ser revisitado ou ampliado, em caso de novas necessidades identificadas”, explica o diretor de Distribuição da Companhia, Claudio Varella do Nascimento.

A área de atuação da Agência Regional de Joaçaba compreende 7.122,6 km². Ela atende a 98.881 unidades consumidoras por meio de um sistema com 9 subestações, 3.291 quilômetros de redes de baixa tensão, 6.558 quilômetros de redes de média tensão e 103.610 postes.

Investimentos da Celesc na região

:: Valor total do investimento estimado para a Agência Regional de Joaçaba R$ 262,7 milhões

Média e Baixa Tensão

Para 2023

Subprograma Alimentadores R$ 2.031.906,05

Subprograma Ampliação R$ 11.607.608,54

Subprograma Melhoria R$ 4.605.202,45

Subprograma Equipamentos Especiais R$ 492.565,80

De 2024 a 2026

Subprograma Alimentadores R$ 8.062.455,41

Subprograma Ampliação R$ 45.302.095,22

Subprograma Melhoria R$ 17.973.152,62

Subprograma Equipamentos Especiais R$ 3.331.536,86

Total do investimento estimado em média e baixa tensão R$ 93,4 milhões

Alta Tensão

Ampliação da capacidade transformadora de subestações existentes

2023

Subestação Treze Tílias: substituição de um transformador 34,5/23kV de 9,375MVA por outro de 12,50MVA

2026

Subestação Campos Novos: substituição de um transformador 138/23kV de 26,67MVA por outro de 40,00MVA

Obras de melhoria/ampliação de subestações

2025

Subestação Catanduvas: obras de melhoria de 138kV

Subestação Treze Tílias Linha Babenberg 138/23kV com 26,67MVA

Linha de Distribuição 138kV Catanduvas – Treze Tílias Linha Babenberg Total do investimento estimado em alta tensão R$ 169,3 milhões

Últimas Notícias