Coletiva de Imprensa- Governador decreta situação de emergência e restringe ainda mais os serviços

Haverá muitas restrições, orém, mantendo a garantia de serviços essenciais.

Supermercados, postos de combustíveis, de gás e farmácias devem permanecer abertos. Atualizado às 19h50, na terça-feira (17).

Via ACAERT

ATUALIZANDO

O governo de Santa Catarina decretou nesta terça-feira (17) situação de emergência por causa da pandemia do coronavírus. A medida foi anunciada durante entrevista coletiva, após a confirmação de que há casos de transmissão comunitária da doença no Sul do estado. O decreto proíbe por 30 dias a realização de eventos no estado, independentemente da quantidade de pessoas, os serviços de transporte coletivo municipal e intermunicipal durante sete dias, como regime de quarentena.

A transmissão comunitária ocorre quando há transmissão do vírus entre a população – um paciente infectado que não esteve nos países com registro da doença transmite o coronavírus para outra pessoa, que também não viajou.

As novas regras no estado passam a valer a partir da publicação do decreto, o que deve ocorrer nesta quarta-feira (18). O texto determina o fechamento por sete dias de serviços considerados não essenciais, como academias, shoppings e comércio em geral, e proíbe a entrada de novos hóspedes no setor hoteleiro pelo mesmo prazo.

Os serviços considerados essenciais, como os funerários, de saúde, farmácias, mercados e supermercados, postos de combustíveis e distribuição de gás e água, serão mantidos.

“Acompanhando o desenvolvimento do contágio no resto do mundo, nas outras regiões podemos perceber que de forma muito rápida, depois do contágio comunitário os casos se multiplicam rapidamente”, justificou o governador Carlos Moisés (PSL).

O último boletim do Ministério da Saúde aponta que Santa Catarina tem sete casos confirmados de Covid-19. O estado monitora 220 casos suspeitos da infecção.

Ficam suspensas por sete dias:

  • circulação de veículos de transporte urbano intermunicipal, interestadual de passageiros;
  • atividades e serviços privados não essenciais, como academias, shopping centers, restaurantes e comércio em geral;
  • atividades e serviços públicos não essenciais, nos âmbitos federal, municipal e estadual;
  • a entrada de novos hóspedes no setor hoteleiro, mediante regulamentação por portaria específica.

Ficam suspensos por 30 dias:

  • eventos e reuniões públicos e privados de qualquer natureza, como excursões, cursos, missas e cultos religiosos

No Sul do estado, onde há transmissão comunitária, além das restrições acima, as indústrias deverão operar com capacidade mínima necessária

Orientações

O governo do estado orienta que, caso a pessoa tenha sintomas de Covid-19, procure um posto de saúde. A recomendação é que o paciente não vá a um hospital. No posto de saúde, os agentes darão orientações em relação ao tratamento.

Em caso de dúvidas sobre onde procurar ajuda, a orientação é telefonar para 136, número disponibilizado pelo Ministério da Saúde.

Serão transferidos para Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) ou hospitais somente os pacientes graves. A orientação às demais pessoas com o vírus é ficar em isolamento e monitoramento em casa.

Prevenção

O governo do estado divulgou orientações de prevenção ao coronavírus:

  • idosos e pessoas com doenças crônicas devem evitar ir a eventos com aglomeração;
  • evitar viajar se estiver com febre ou tosse;
  • evitar contato com pessoas visivelmente doenças, principalmente com sintomas respiratórios, como tosse ou coriza;
  • higienizar as mãos frequentemente, com água e sabão ou álcool em gel;
  • evitar tocar olhos, nariz e boca;
  • ao tossir e espirrar, cobrir a boca com lenço descartável ou antebraço. Jogar o lenço fora imediatamente;
  • se ficar doente durante uma viagem, procurar imediatamente a tripulação ou equipe médica de bordo;
  • em viagem, evitar comer alimentos de origem duvidosa ou preparados de forma inadequadamente;
  • evitar contato com animais silvestres ou animais doentes;
  • evitar que crianças e adolescentes com menos de 14 anos mantenham contato prolongado com pessoas de mais de 65 anos;
  • evitar circular por locais com grande aglomeração de pessoas, inclusive praias, lagos e lagoas.
 Via: G1 SC
MAIS NOTÍCIAS
COMENTÁRIOS
Carregando...
×