BAIXAR APP's

Cervo nativo da Índia e do Nepal aparece em SC e preocupa biólogo

Cervo da espécie Chital foi encontrado em Salete, no Alto Vale; outro animal da mesma espécie também já foi localizado em Ibirama.

Um cervo da espécie Axis Axis, conhecido popularmente como Chital, foi encontrado neste mês de janeiro em Salete, na comunidade do Rio Wildy, no Alto Vale do Itajaí. O aparecimento do animal, que é nativo da Índia e do Nepal, preocupa o biólogo Jackson Preuss, responsável por identificar o primeiro cervo em Santa Catarina, em 2019.

Cervo morto foi encontrado em SaleteCervo foi encontrado em estado de decomposição, em Salete. Foto: VMT.

Segundo Preuss, o aparecimento dos animais exóticos gera um alerta por eles competirem por alimentos com animais silvestres. Outro problema ambiental é que os cervos podem ser transmissores de doenças.

Segundo Jackson, os casos têm aumentado nos últimos anos, com animais aparecendo em várias regiões do Estado, assim como na região Sul do Brasil. De acordo com o biólogo, a suspeita é que o aparecimento deles seja por escapes ambientais, e que eles estivessem mantidos em cativeiro.

“Isso torna o problema muito grave uma vez que estes animais na natureza causam desiquilíbrio e ainda a transmissão de patologias”, alerta o biólogo. Sobre as doenças, não há preocupação de transmissão para humanos. Para o biólogo não há esta possibilidade.

Biólogo alerta sobre a importância de avisar órgãos ambientais sobre o aparecimento de cervos

O principal alerta que o biólogo faz sobre o aparecimento de cervos, principalmente na espécie Chital, é que os órgãos ambientais devem ser comunicados. Departamentos específicos da Polícia Militar Ambiental e do IMA (Instituto do Meio Ambiente) monitoram os casos.

“Se possível seja feito o manejo, principalmente, com a retirada destes animais dos ambientes naturais, por este motivo. O órgão ambiental já fez este alerta e devem ser avisados imediatamente”, orienta Jackson.

Ele ainda aponta que estes cervos não tem predadores naturais o que pode gerar um desiquilíbrio caso haja um aumento descontrolado destes animais. “Por isso, a importância de sempre avisar a Polícia ou o IMA, eles sabem como proceder nestes casos”.

O Portal ND Mais fez contato com a Polícia Militar Ambiental e também com o Instituto do Meio Ambiente, e no caso do cervo encontrado já morto e em estado de decomposição, em Salete, ambos os órgãos não tinham sido acionados. Além disso, representantes da prefeitura municipal de Salete também não foram comunicados sobre o aparecimento do animal exótico.

Outro cervo da mesma espécie já foi encontrado no Alto Vale

No dia 7 de dezembro, um cervo foi gravado por um morador de Ibirama na localidade de Ribeirão Areado. O Corpo de Bombeiros Voluntários e um veterinário foram acionados para ajudá-lo após ele ser capturado por pessoas da região.

Cervo encontrado em Ibirama estava bastante machucadoCervo da mesma espécie já havia sido resgatado em Ibirama – Foto: Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina.

Conforme os socorristas, o caso do animal era muito delicado, pois ele apresentava uma fratura na perna, com perda óssea no local e hemorragia.

Após os primeiros procedimentos, ele foi encaminhado para uma clínica veterinária de Ibirama e de lá, conduzido pelo IMA ao Litoral, sendo atendido por especialistas. Após o socorro, ele morreu dois dias depois.

Por ND+.

Últimas Notícias