Supermercados continuam gerando empregos e traçam planos de expansão

As incertezas quanto aos desdobramentos da pandemia do novo coronavírus no País têm feito boa parte do empresariado congelar investimentos, mas um segmento em particular não deve recuar nas inaugurações e contratações previstas até o fim do ano: o de supermercados.

Por prestarem um serviço considerado essencial, os supermercados tiveram a vantagem de permanecerem abertos durante a quarentena e também foram beneficiados pelo auxílio emergencial de R$ 600 para desempregados e trabalhadores informais de baixa renda, cujo destino principal foi a compra de alimentos, artigos de higiene e medicamentos.

Por causa da pandemia, as vendas do varejo caíram 2,8% em março e 16,3% em abril, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em maio, houve recuperação de 13,9%, insuficiente para repor as perdas, mas impulsionada, em boa parte, pelas vendas feitas em supermercados, que cresceram 14,3% naquele mês.

Além disso, o setor alimentar teve o melhor resultado para o mês de maio em contratações desde 2010.

Uma das redes de Supermercado que atua em Fraiburgo, o Superviza comemora a grande geração de empregos com a instalação recente do seu Centro de distribuição nas instalações da antiga Renar e está com duas grandes inaugurações de expansões previstas para este ano na região, uma obra que deve trazer um dos maiores atacados em Videira e um supermercado varejista em Caçador.

Informações: Terra/Jornalismo Rádio Fraiburgo

MAIS NOTÍCIAS
COMENTÁRIOS
Carregando...
×