--:--
--:--
  • cover
    Rádio Fraiburgo 95.1
JUNHO VERMELHO 2024

BAIXAR APP's

Custos de produção de frangos e suínos caíram em março, diz Embrapa

SEMANA DO MEIO AMBIENTE 2024
JUNHO VERMELHO 2024

Os custos de produção de suínos e de frangos de corte caíram em março no Paraná e Santa Catarina, Estados líderes em produção e exportação nos dois segmentos, conforme levantamento da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Em Santa Catarina, o custo de produção do suíno vivo produzido em sistema do tipo ciclo completo caiu 1,42% em relação a fevereiro, para R$ 5,61 por quilo, de acordo com o indicador ICPSuíno, da Central de Inteligência de Aves e Suínos (Cias) da Embrapa.

No ano, o ICPSuíno já recuou 9,52%, e está em 321,12 pontos. “O custo com a alimentação dos suínos determinou esse recuo, caindo a R$ 4,09, o que representou 73,33% do custo total”, informou a Embrapa.

Já os custos de produção do frango de corte no Paraná produzido em aviário climatizado tiveram retração de 2,39% em comparação com fevereiro e ficaram em R$ 4,27 por quilo em março.

Com isso, o indicador ICPFrango acumula retração de 3,14% em 2024, para 330,66 pontos.

“Assim como na suinocultura, o custo com a alimentação das aves determinou esse recuo, caindo a R$ 2,84, participando em 66,39% do custo total”, acrescentou. A ração de aves e suínos é formada majoritariamente por milho e farelo de soja.

Os Estados de Santa Catarina e Paraná são usados como referência nos cálculos da Cias por serem os maiores produtores nacionais de suínos e de criação de aves para corte, respectivamente. A Embrapa ressaltou, no entanto, que produtores independentes e avicultores sob contratos de integração devem acompanhar a evolução de suas próprias despesas.

Por Globo Rural

Últimas Notícias