Contabilidade 2020: Conheça as novidades que prometem revolucionar o segmento

De acordo com dados fornecidos pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC), 519.729 profissionais da área possuem registro ativo no Brasil. Além disso, a maioria das organizações contábeis do país se concentram em São Paulo. Ao todo, são 21.279, número que equivale a 30%, de um total de 69.778 empresas em todo o Brasil.

Com base nestas informações, é possível afirmar que o segmento da contabilidade está crescendo consideravelmente a cada ano e, para Diego Souza, sócio do Grupo Lank, a tecnologia tem sido um dos fatores que mais está impactando positivamente este processo “A contabilidade tem sido fortemente auxiliada pela tecnologia. Esta vem trazendo muito mais rapidez, agilidade e segurança nos processamentos das informações de nossos clientes”, explica.

Economia: o que vai mudar?

“O que se espera para o próximo ano é de um governo mais atuante, que as reformas que são necessárias para o nosso país voltar a crescer com o potencial que tem, e que elas saiam do papel e entrem para a pauta do legislativo. Precisamos da reforma administrativa e tributária com urgência! Essas reformas precisam descomplicar a burocracia e atrair investimentos e tecnologia para o nosso pais. Somos um país com um potencial gigantesco, porém, amarados pela ineficiência de um sistema caro e pouco funcional”, explica Diego.

Queda de 10% na multa do FGTS

“Em novembro foi publicada a MP (medida provisória) “verde e Amarelo” que visa incentivar as contrações de jovens. Nesta mesma MP ficou estabelecido o fim da Multa do Adicional de 10% sobre o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para as demissões sem Justa Causa. Multa essa que foi criada em 2001, em favor da CEF (Caixa Economica Federal) para compensar as perdas com os planos Verão e Collor”, destaca.

“Para os trabalhadores não muda nada, pois o cálculo segue sendo realizado sobre os 40% do saldo do FGTS, os beneficiários desta MP são as empresas, que deixarão de pagar os 10% sobre o FGTS para a CEF. Essa medida ajuda a reduzir os encargos trabalhistas e incentiva a contratação de novos trabalhadores”, finaliza Diego.

Fonte: Jornal Contábil

MAIS NOTÍCIAS
COMENTÁRIOS
Carregando...
×

Olá!

Peça sua música agora mesmo pelo WhatsApp!

×